Posted by : Se-chan sexta-feira, 19 de março de 2021

Atualização, dia 20/03/21

A Seven Seas se pronunciou sobre o caso:

"Obrigado por trazer este assunto a nossa atenção. Essas partes do texto foram removidas durante o processo editorial na época, mas nós mudamos como editamos esses livros para ter certeza que partes importantes não sejam perdidas. Nós vamos revisar o eBook nas próximas semanas e adicionar a parte cortada de volta no livro, e revisão também refletirá em todas as reimpressões futuras do livro."

Fonte: Anime News Network.



Texto original:

Não é como eu esperava acordar nesta sexta-feira.

Logo cedo, vi um tweet da escritora Inori, autora da light novel Me apaixonei pela vilã (I'm in love with the villainess ou 私の推しは悪役令嬢) que foi anunciada pela Editora NewPOP. Fiquei confusa e fui entender o que aconteceu.



Ela estava respondendo uma pessoa que colocou na rede social um link para uma discussão sobre traduções feitas pela Seven Seas, editora responsável pela tradução de sua obra na América do Norte, e como a editora havia removido frases e parágrafos da obra original no caso da autora da light novel yuri.
Irei traduzir algumas partes de modo livre. Não sou tradutora, então estou apenas fazendo um serviço para facilitar quem não tem conhecimento suficiente de inglês, para que todos possam pensar sobre o assunto.

Antes de chegar a obra de Inori-sensei, a conversa já falava sobre outras novels que haviam tido traduções controversas. Mas quando alguém listou os problemas com a tradução de Me apaixonei pela vilã, o assunto me pareceu muito sério. E o por quê das alterações e remoções de partes é ainda nebuloso.

Por exemplo, na imagem acima (Imagem 1), é a cena onde Rei é perguntada sobre sua sexualidade e sobre sua relação com Claire (a mesma foi adaptada já para mangá no capítulo 7). A tradução da Seven Seas de uma frase é "Talvez isso seja verdade, e se sim eu estaria ultrapassando limites.".

Se você observar a imagem, há 3 partes. A primeira, é o texto original. A segunda parte, é a tradução da Seven Seas. A terceira, é a tradução de fãs. Vê que há várias partes vermelhas? A primeira é a que corresponde ao trecho que traduzi da Seven Seas, mas o de fã é maior né? Além disso, há mais uma parte em vermelho onde a fala de Rei é diferente da tradução da Seven Seas. Vou traduzir ambos:

Primeira parte, que não há na Seven Seas: "É, isso com certeza é minha culpa. Numa maneira de dizer, eu mesma estava espalhando homofobia. Exatamente como aqueles artistas da minha vida passada que exageravam em sua homossexualidade para vender um personagem." O outro trecho: "Eu acho que não poderia continuar se não brincasse assim, sabe?". A fala segundo a editora americana, seria "Eu não poderia viver sem brincar assim com você" (brincar como zombar, entende?)

A parte da fala é uma adaptação. Normalmente não se chama de erro, afinal nem tudo fica bonito ou é passado de modo correto em uma simples tradução literal. Eu não vou julgar esta parte aqui, apesar de achar que o contexto ficou bem diferente. Já a parte apagada.. eu não saberia explicar.

Imagem 2
Mais para frente, no mesmo capítulo, no final da mesma cena, uma conversa entre Rei, Misha, Lene e Claire, faço novamente uma imagem para mostrar as diferenças entre as versões. (Imagem 2)

Na primeira parte (japonesa) e na última (tradução de fã) parte da imagem, há uma grande área vermelha nas escritas. Ela corresponde há uma parte onde a Seven Seas escolheu não traduzir, retirar de sua edição.

Tradução da Seven Seas:
"Ha ha ha."
A conversa séria finalmente terminou. Eu zombei Claire, Claire se irritou, Lene a acalmou, e Misha observou tudo o que aconteceu com um olhar resignado. As coisas voltaram ao normal.
Normal. E como sempre, eu me senti um pouco.. triste.
"Miss Claire?"

Tradução de fã:
"Ha ha ha"

"..."

A conversa séria finalmente terminou. Eu zombei Claire, Claire se irritou, Lene a acalmou, e Misha observou tudo o que aconteceu com um olhar resignado. As coisas voltaram ao normal.

Normal. E como sempre, eu me senti um pouco.. triste.

Na minha vida passada, haviam progressistas que queriam acabar com a homofobia e criticavam artistas de TV que faziam sua homossexualidade uma piada (OBS em português: piada como entretenimento, arma para atrair a atenção do expectador. Chamar a atenção)

Essas pessoas estavam, sem dúvida, certas. Mas acho que havia mais do que isso. Independentemente se estava certo ou errado, haviam pessoas que não conseguiriam seguir sem fazer piada com isso.

Claro, é fato que esses artistas aumentavam o preconceito.
E se possível, seria bom se o preconceito desaparecesse (OBS em português: desaparecesse como "morresse" mesmo)
Mas a triste verdade é que havia pessoas gays que agiam assim para atrair o preconceito para si mesmos. Eu acho que eles tinham sua própria razão para isso. Para algumas pessoas, zombar era provavelmente o único jeito eles lidarem com a dor.

Pessoas de quem gostávamos dificilmente iriam nos corresponder. Se nós não dizíamos nada para eles, nós poderíamos ser mais próximos deles que alguém do sexo oposto, mas no momento que começássemos a gostar deles, seríamos mais distantes do que qualquer um.
Depois de repetir isso várias vezes, antes que soubéssemos, nós nos tornamos alguém que só poderia rir disso. Pessoas assim certamente existiam.
Nem todas pessoas gays eram assim.
Mas, pelo menos, eu era.

"Miss Claire".

Fim da Tradução de fã.

Depois de traduzir isto para vocês, eu realmente não sei como opinar. O que estava na mente de quem fez a escolha de retirar isto do texto ou se foi uma conversa entre a editora e o tradutor. O importante é que essas alterações não foram comunicadas à Inori-sensei, que estava no Twitter tentando acalmar as pessoas que estavam acusando a Seven Seas de censura. Ela disse que não acredita que nem a Seven Seas, nem o tradutor fizeram isso por malícia. Várias pessoas foram falar com ela por no final do primeiro volume não terem entendido o motivo de algumas atitudes de Rei e, bem.. as pessoas disseram que após ler este pedaço retirado, entenderam os motivos da personagem.

Inori-sensei já entrou em contato com a editora norte-americana para saber o que houve. A editora ainda não se pronunciou sobre o caso e é algo muito delicado. Reitero aqui que fiz uma tradução de uma tradução, então pode haver algumas coisas que ficaram faltando ou um sentido que pode estar diferente do original. Mas acredito que consegui mostrar um pouco o problema que houve.

Por favor, não procurem o tradutor para criticar seu trabalho. Se forem fazer algo, se preocupem com a Editora NewPOP, que contém os direitos da light novel no Brasil e mostrem sua preocupação para que a obra seja integralmente traduzida. Façam isso com respeito, por favor.

Meu comentário, como leitora:

Sinceramente, eu li a primeira light novel pela versão da Seven Seas e a achei muito interessante. E o capítulo específico que houve o problema provavelmente é o meu favorito do volume. Infelizmente, talvez eu o achasse ainda melhor se lê-se com todo o conteúdo. Quando li a segunda light novel, a partir da tradução de fãs, me apaixonei pela evolução de Rei e as discussões sobre amor que há durante todo o volume. Eu não tenho a versão da Seven Seas dessa parte, então fico curiosa para saber se eu teria o mesmo sentimento.



Espero ter esclarecido o acontecimento para vocês. Se quiserem comentar este texto, ficarei agradecida. Se preferir, entre em contato pelas nossas redes sociais ou pelo Discord. A Mazaki está pensando em falar também sobre o ocorrido, já que estuda sobre tradução.

Fontes recomendadas:

3 Responses so far.

  1. Mariza says:

    Obrigada por esclarecer o que aconteceu. Fiquei perdida no twitter,mas seu texto me ajudou a entender o que ouve.
    Bem, fico triste que isso tenha acontecido. Tenho o primeiro volume em inglês e mesmo já tendo lido desde o começo por tradução de fãs não reparei que tinham tirado essa parte, que é meu capítulo favorito nesse volume,pra quem estava começando a ler a obra e ter dificuldade de entender a Rei por conta desse trecho removido deve ter sido bem chato sabendo o por que agora.
    Espero que a Seven Seas esclareça o que aconteceu e vou rezar e pedir pra Newpop não ir no mesmo caminho, vão ouvir a gente com certeza sobre isso. Apesar de ter ficado irritada e chateada fico feliz de muita gente não tentou ir logo agredir quem traduziu (ao menos as que apareceu pra mim) e sim procurar saber o que ouve com a empresa responsável. Me doeu um pouco ver a Inori saber disso tudo,mas como todos que sigo ela também está procurando saber o que aconteceu pra isso terminar desse jeito.
    Obrigada novamente pelo texto, espero que tudo se resolva bem

  2. fel95 says:

    No início o comportamento da Rei me incomodou bastante, incomodou tanto que quase que dropei várias vezes, e só continuei lendo porque uns amigos me convenceram. Eu meio que odiava a Rei, mas esse capítulo me fez mudar completamente de opinião. Tenho o mesmo costume da Rei de fazer piada de mim mesmo pra poder lidar com as coisas, ver uma personagem tão parecida comigo me afetou profundamento e comecei a recomendar IFTV pra todo mundo que conhecia.

    Não sei se eu teria continuado lendo se eu tivesse lido a tradução da Seven Seas primeiro, mas eu provavelmente não teria recomendado pra ninguém

  3. Hum, darei minha opinião com base no que foi mostrado aqui.
    Me parece possível ter sido uma daquelas decisões empresariais do tipo "para evitar polêmica". Alguém dentro da editora deve ter achado que esse trecho poderia ser ofensivo ou causar ataques e tomaram a medida mais estúpida, que é fingir que a coisa não existe. Esse movimento tem acontecido muito recentemente, como por exemplo tirar o Ligeirinho e o Pepe Le Pew do Space Jam 2 por poderem ser ofensivos. Até concordo com o caso do gambá sex-ofender, mas apagar a existência do personagem em vez de reformular e atualizar é preguiçoso e não resolve a questão problemática.
    Devem ter cortado a parte em que acharam que público sentiria um ataque à comunidade LGBTQIA+ por ela dizer que "pessoas gays exageram suas sexualidades para chamar atenção". Acho mais provável isso do que um "erro de edição", tipo terem perdido parte do texto durante a fase de diagramarão e revisão textual. A Seven Seas é, se não me engano, a principal editora de conteúdo yuri no mercado norte americano, não? Por mais que "yuri" não seja o mesmo que "lésibico"(e vocês já falaram sobre isso aqui no blog), ainda diz respeito a representação homoafetiva, então acaba carregando certos estigmas e sendo pautado nas discussões sobre representatividade e tudo o mais. Não me surpreenderia se alguns grupos acabassem problematizando essa fala da Rei sem ceonsiderar o contexto em que está inserida, e acho bem a cara de uma empresa simplesmente preferir varrer para debaixo do tapete e evitar a discussão.
    Agora é saber a posição da NewPOP quanto a isso. Até onde sabemos, a proposta da editora nacional é não alterar o material original mesmo que traga algo problemático em suas páginas. E eles traduzem direto do idioma da obra original e não de material já traduzido (ao menos é o que sabemos através das comunicações com a editora). Para todos os efeitos, esses trechos devem sim ser trafuzidos na edição brasileira e mantidos. Mas, não custa nada nós darmos aquele "aviso maroto" nas redes da NewPOP para ter certeza né? Quem avisa, amiga é...

    No aguardo sobre as considerações da Mazaki do ocorrido...

Assine o feed do Yuricast!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -